Antes do diabetes existe uma situação que é denominada de pré-diabetes. Ela serve como alerta para que seja evitada a progressão da doença. Para que uma pessoa saiba se está pré-diabético ou não é preciso fazer um exame de sangue que é muito simples que permite que sejam observados os níveis de glicose que está presente no sangue quando ainda está em jejum.

Pré-Diabetes Dieta e Tratamento

Quando alguém está na pré-diabetes que dizer que a glicose não está sendo aproveitada e o que não está sendo utilizado está se acumulando no sangue, mas isso ainda não caracteriza o diabetes. Para que uma pessoa seja considerada pré-diabética é preciso que seus valores de glicemia em jejum estejam variando entre 100 e 125 mg/dl. Para ser considerado diabético esse valor precisa atingir os 126 mg/dl.

Se o indivíduo apresenta aumento nos valores da glicose no sangue e ainda apresenta um acúmulo de gordura na região abdominal o risco de tornar-se diabético tipo 2 ou sofrer infarto é mais acentuado.

Quem possui tendência genética e familiar, ganhou peso, é sedentário e tem uma alimentação baseada em alimentos que são hipercalóricos deve estar atento, pois essas são possíveis causas do pré-diabetes. O diabete tipo 2 é uma doença multifatorial que é causada por um conjunto de causas e isso também é o que acontece com a pré-diabete.

Pré-Diabetes Tem cura?

O diabetes não é curável, mas o pré-diabetes tem cura porque pode ter o nível de glicemia no sangue normalizado após o paciente seguir um tratamento adequado e adotar um estilo de vida saudável. Os resultados também podem ser sentidos quando além de tomar essas medidas o paciente praticar regularmente exercícios físicos.

Veja no vídeo abaixo a reportagem do Programa Domingo Espetacular que revela como pacientes estão revertendo a doença naturalmente:

Após fazer todos esses passos é possível curar a pré-diabetes. No entanto, após o objetivo ter sido atingido é de suma importância que o novo estilo de vida, mais saudável, seja mantido para que os níveis de glicemia não voltem a subir.

Dieta para Pré-Diabetes

Quando o exame de glicose feito em jejum apresenta níveis como valores entre 100 mg/dl e 125 mg/dl e após uma refeição fica entre 140 mg/dl e 199 mg/dl considera-se que aquela pessoa está pré-diabética. Nesse momento é importante não ficar apavorado, pois esse quadro pode ser revertido por meio de alimentação boa e exercícios físicos.

Quem está pré-diabético deve evitar alimentos de alto índice glicêmico que são fonte de carboidratos e absorvidos rapidamente como:

  • Chocolate, biscoito, bolo;
  • Compota, mel e refrigerante.

Os alimentos que são desaconselhados são:

  • Castanha, banana, pão branco, batata, arroz;
  • Caqui, manteiga, mamão papaia e enchidos.

Mas os seguintes alimentos podem ser consumidos sem nenhum problema por quem foi diagnosticado com o pré-diabetes:

  • Lentilhas, favas, ervilhas, grãos, feijão, macarrão;
  • Frutas maduras, hortaliças, vegetais, carnes magras, peixe, pão integral.

O azeite pode ser usado como tempero e os alimentos que possuem a cor verde-escuro, alaranjado ou vermelho são ótimas opções, pois são ricos em antioxidantes. Para o lanche o recomendado é que sejam tomados chás e uma fruta de baixo índice glicêmico, pois é preciso evitar os biscoitos, pães e café. Também é aconselhável praticar exercícios físicos ao menos 2 vezes na semana e evitar ficar em jejum por mais de 4 horas.

Tratamento para Pré-Diabetes

É preciso tratar a pré-diabetes para que ela não progrida para o diabetes. Isso é feito controlando a alimentação, diminuindo o consumo de gorduras, sal e açúcar, ficar atento a pressão arterial e praticar exercícios físicos diariamente como caminhar, por exemplo.

prediabetes tratamento

Pode ser adicionada a alimentação alguns alimentos ricos em fibras solúveis como a farinha de maracujá e todos os dias deve-se consumir folhas na cor verde-escuro, pois são ótimas formas para combater o excesso de açúcar que está no sangue. Somente após adotar essas estratégias é que será possível evitar que a diabete se desenvolva.

Em certos casos o médico pode receitar o uso de medicação para o controle da glicemia no sangue como é o caso da Metformina que precisa ter sua dose ajustada de acordo com a necessidade.

Os pacientes que apresentam a pré-diabetes que estão obesos ou com sobrepeso devem perder em torno de 5% a 7% do peso corporal que possuem, pois isso vai permitir que haja uma melhora metabólica muito importante.

O médico especialista, Dr. Rocha, desenvolveu um Programa de Tratamento Inovador que tem ajudado milhares de pacientes no controle da diabete. Vejo o que os pacientes do Dr. Rocha têm a dizer sobre o seu método de tratamento:

saiba mais

Revisão Geral pelo Dr. Enrique Bernoldi – (no G+)

Publicidade

Recomendados Para Você: