Diabetes Emocional – Como Tratar, Controlar e Reverter

O fator emocional já é reconhecido pela medicina como um estopim da doença, estudos revelam ligação entre estresse e diabetes.

Para que alguém esteja bem de saúde é necessário que a parte emocional também esteja saudável, já que é sabido que o emocional abalado pode ser a causa de doenças e de seus possíveis agravamentos. No caso da diabetes, não é diferente.

Diabetes emocional existe?

Diabetes EmocionalA resposta é não, porém o fator emocional pode indiretamente provocar a doença. A diabetes acontece pelo excesso de açúcar no sangue, excesso esse comprovado por exames.

Entretanto, a doença pode, sim, ser desencadeada por conta do emocional abalado. Ou seja: o emocional não causa a doença, mas pode desencadeá-la em pessoas que ofereçam predisposição para desenvolvê-la. Há relato de pessoas que desenvolveram a doença após um episódio de síndrome do pânico. Esse evento é chamado de diabetes emocional, apesar de não ser a causa direta da doença.

Qual é a relação entre o emocional e o desenvolvimento da diabetes?

Há três situações que tornam possível a elevação das taxas de açúcar no sangue: quando a quantidade de insulina é insuficiente, quando o pâncreas não produz insulina ou em situações em que o corpo não pode absorver a insulina produzida.

Em momentos de estresse, o organismo libera alguns hormônios cuja ação é contrária à ação da insulina, como o cortisol e a adrenalina. Desse modo, o diabetes emocional pode ocorrer indiretamente pelo estresse crônico que, em muitos casos, causa obesidade que por sua vez aumenta o risco de desenvolver diabetes.

➜ Veja Também: Médico Especialista Revela Como Controlar e Reverter o Diabetes Naturalmente

Como ocorre a influência do emocional?

Há duas formas de impacto emocional que podem desencadear a diabetes. Na primeira, a diabetes se desenvolve após um trauma repentino, como a perda de alguém querido ou então a perda de um trabalho. Contudo, a medicina acredita que, nesses casos, a insulina do corpo já estava em quantia insuficiente e o paciente logo desenvolveria a doença.

Na segunda forma, a causa do desencadeamento da doença é um estresse crônico e prolongado. É o caso de pessoas que são submetidas a estresse de modo contínuo, o que colabora para que a doença exploda em pessoas que estão dentro do grupo de risco.

Dentre os sintomas mais comuns do estresse crônico podemos destacar:

  • ansiedade;
  • depressão;
  • doença cardiovascular;
  • ganho de peso;
  • desânimo;
  • insônia e privação de sono.

Cabe destacar, que o diabetes, por si só, gera um risco maior de desenvolver depressão. Existem algumas explicações possíveis para essa relação, tais como:

  • dores constantes devido à neuropatia diabética;
  • estilo de vida interrompido pela doença;
  • histórico familiar de doença mental;
  • problemas de tireóide;
  • sentimento de solidão por causa da doença.

Como prevenir a diabetes causada pelo emocional?

Além dos cuidados com o físico, que incluem hábitos de vida saudáveis, como boa alimentação e a prática de exercícios físicos, vê-se a importância de cuidar do emocional, buscando aliviar os estresses e gerenciar os traumas psicológicos.

Como controlar o diabetes emocional?

Tanto o diabetes mellitus como o diabetes emocional podem ser controlados naturalmente, sem o uso excessivo de medicamentos. O grande problema que os portadores do diabetes enfrentam, atualmente, é a falta de conhecimento sobre como tratar a doença corretamente.

Todavia, existem profissionais sérios que estão trabalhando para reverter esse quadro. Nesse sentido, podemos destacar o trabalho do Dr. Rocha, médico especialista em diabetes, autor do Programa Diabetes Controlada que vem ajudando milhares de pessoas a controlar e em alguns casos até mesmo reverter o diabetes naturalmente.

drrocha-banner-3

Recomendados Para Você:

Diabetes Emocional – Como Tratar, Controlar e Reverter
4.77 (95.48%) 168 votes