Muitos são os possíveis problemas de saúde decorrentes da diabetes, sendo ela uma doença que inspira muitos cuidados. Uma das complicações que um portador de diabetes pode ter, principalmente se for diabetes do tipo Melittus Tipo 1, é a chamada nefropatia diabética. Essa doença consiste em problemas nos vasos sanguíneos do rim e a consequente perda de proteínas através da urina.

nefropatia-diabética-fisiopatologiaO rim é o órgão responsável por filtrar as substâncias do corpo, eliminando, pela urina, as que não terão utilidade, como as toxinas, por exemplo. O trabalho do rim é de grande importância para a manutenção da saúde do corpo e, dessa forma, é preciso ficar atento alguns fatores que podem indicar a ocorrência de nefropatia diabética, que prejudica a filtragem realizada pelo rim.

Nefropatia Diabética Sintomas

É importante observar as características da urina, uma vez que a presença de espuma pode ser um indicativo de que algo não vai no funcionamento do rim. Outro sintoma que pode ocorrer na fase inicial da doença é a pressão arterial elevada. Esse é um quadro perigoso e que deve ser monitorado, pois pode abrir espaço para uma insuficiência renal avançada.

Outra forma de se descobrir a ocorrência da nefropatia diabética é um exame de urina que se chama microalbuminúria. A albumina é uma substância presente naturalmente no corpo. Porém, no caso de nefropatia diabética pode haver um pouco desse elemento na urina. Se a doença estiver em estágio mais avançado, pode também ser encontrada proteína da urina, ureia e creatinina no sangue. Esses resultados denunciam a nefropatia.

Nefropatia Diabética Tratamento

Depois de feito o diagnóstico, o tratamento se baseia no controle da diabetes, do colesterol, do peso e da pressão arterial, além do uso de medicamentos que impeçam o avanço da nefropatia diabética. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico, maior será a probabilidade de sucesso no intuito de minimizar o problema. Contudo, o ideal é que se previna o aparecimento da doença em vez de tratá-la depois de instalada.

A prevenção da nefropatia diabética é feita através da manutenção da glicose em níveis adequados e essa manutenção acontece por meio do uso de medicamentos, como insulina, e também da alimentação prescrita pelo médico especialista em diabetes. É importante seguir à risca as orientações médicas.

Infelizmente, é possível que é a função renal fique bastante comprometida, tornando mais difícil o tratamento. Em casos assim, é preciso recorrer a um método bastante conhecido: a hemodiálise. Esse tratamento consiste no uso de uma máquina que faz o papel do rim: ela retira o sangue, filtra-o, retiram-se as impurezas e ele é devolvido limpo ao organismo. Em casos mais extremos, um caminho possível é a realização de um transplante de rim.

É muito importante ressaltar que a prevenção e o tratamento precoce são essenciais. Desse modo, os portadores de diabetes, especialmente a Melittus Tipo 1, devem manter um acompanhamento médico frequente e não se descuidar dos cuidados com a alimentação e com os medicamentos, a fim de prevenir o surgimento dessa doença tão complicada.

Carlos e Vera

Recomendados Para Você: