Cetoacidose Diabética Pode Matar Rapidamente

Cetoacidose Diabética, complicação do diabetes, pode levar à morte se não for tratada corretamente.

cetodiatose-diabetes-mellitusSabe-se que a diabetes, doença causada pelo excesso de glicose no sangue, pode causar uma série de complicações e uma delas é chamada de cetoacidose diabética, que é mais comum em portadores da diabetes Melittus, o tipo hereditário da doença, embora possa ocorrer também no outro tipo de diabetes.

A cetoacidose diabética acontece quando os níveis de açúcar no sangue estão muito altos por conta da falta de insulina, responsável por levar o açúcar às células para que a energia seja gerada. Nessa condição de falta de insulina, as células não têm energia, embora a quantia de glicose seja alta. Essa combinação faz com que o corpo utilize o reservatório de gordura, a fim de manter as células funcionando.

O processo descrito acima faz com que surjam as chamadas cetonas, que são ácidos acumulados no sangue e que são detectáveis pela urina. O grande problema é que a cetona pode causar o envenenamento do corpo, sendo possível levar ao coma ou à morte.

***** Veja Também: Médico Cria Programa Inovador para Reverter o Diabetes

Sintomas da Cetoacidose Diabética:

Alguns dos sintomas da cetoacidose diabética são:

  • sede constante;
  • boa seca;
  • hálito com odor de acetona;
  • glicose altar;
  • espiração com cheiro frutado;
  • cansaço frequente;
  • vômitos;
  • pele seca;
  • pele descorada; e
  • respiração dificultosa.

Causas:

Dentre as causas da doença estão:

  • glicose alta no sangue;
  • confusão mental;
  • estresse;
  • febre alta;
  • traumas físicos;
  • traumas de ordem emocional;
  • infarto; e
  • uso de drogas, em especial a cocaína.

Além disso, também é muito importante que o paciente tenha conhecimento dos sintomas da cetoacidose, a fim de poder identificar os primeiros sinais. A rapidez do socorro também faz diferença: aos primeiros sintomas da cetoacidose diabética é preciso buscar pronto atendimento a fim de minimizar seus efeitos.

Fatores de Risco:

Alguns fatores de risco propiciam o surgimento da cetoacidose diabética. Dentre esses fatores estão ter idade inferior a dezenove anos, ser fumante e ter sofrido algum acidente vascular cerebral (AVC). Caso o paciente se enquadre nesses fatores, é necessário cuidado redobrado com relação ao controle da diabetes.

cetonas-no-sangueDiagnóstico:

Há várias formas de a cetoacidose ser diagnosticada e uma delas é a análise da quantia de potássio no sangue. Além disso, é possível realizar uma radiografia do tórax em busca de sinais de infecções. Uma das infecções que são monitoradas é a pneumonia.

Prevenção da Cetoacidose Diabética:

É importante tomar cuidados preventivos e a prevenção da cetoacidose diabética consiste em controlar o diabetes corretamente, ter uma alimentação saudável e adequada para portadores de diabetes, praticar atividade física, medir a glicemia capilar com frequência e fazer um acompanhamento médico regular.

Tratamento:

Há algumas recomendações importantes aos pacientes com cetoacidose diabética e uma delas é não deixar de se alimentar, além de não interromper de modo algum a aplicação de insulina (insulinoterapia), sem orientação médica.

Também é necessário medir constantemente a glicose e procurar auxílio médico caso as duas últimas medições apontem valores superiores a 250 mg/dl. Teste de cetonúria (presença de corpo cetoso na urina) positivo também é um indicativo de que é preciso buscar um médico.

27 mil pessoas

***** Veja Também: Pé Diabético Tratamento, Cuidados e Complicações

Recomendados Para Você:

Cetoacidose Diabética Pode Matar Rapidamente
4.98 (99.61%) 102 votes